A triste geração de mimados e desobedientes

triste geração em que vivemos é totalmente diferente dos costumes antigos. Nem mesmo uma palmada pode ser utilizada como método de educação aos filhos. Tudo ficou diferente e inverso daquilo que aprendemos quando crianças.

Seria bom se a maioria dos pais atuais gostassem de educar seus filhos de maneira mais severa. Infelizmente em nossos dias as crianças mandam o tempo inteiro. Elas falam mais alto que os pais, até dão ordens. 

Se você é um pai ”frouxo”, sinto em lhe dizer, mas seu filho jamais o respeitará como homem, ele acreditará que você é o coleguinha de escola dele, e que ele pode fazer o que quiser. 

É isso que acontece em nossos dias. A triste geração de mimados tomam a rédea da sua vida, e quando estiverem grandes, ninguém será capaz de domá-los. Essa é a dura realidade.

Confesso que já vi uma criança destruindo tudo na escola e os professoras só assistiam estarrecidos. É um problema grave, e que se não tratado, as consequências serão devastadoras.

O que a Bíblia alerta

A Bíblia nos dá várias dicas para a educação dos nossos filhos, e como bons cristãos que somos, vale seguir o que está escrito, para o bem de nossos filhos.

Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele. (Provérbios 22:6)

Esse provérbio nos mostra — claramente — que é a educação e o ensinamento que damos aos nossos filhos o principal pilar para sua formação na idade adulta.

Portanto, vale sempre a reflexão: ”Que pais estamos sendo?”, e se não estivermos fazendo a coisa certa mediante ao que as escrituras nos ensinam, devemos sempre estar pedindo a DEUS, direção.

Outra questão é o quanto estamos dispostos a acompanharmos nossos filhos. Você acompanha seu filho regularmente? 

Todos os pais devem estar atentos ao que seus filhos estão fazendo, isso impedirá que eles caiam em ideologias contrárias aos bons princípios cristãos.

Triste geração e as más companhias

Você tem visto com quem seu filho tem andado? Ele está rodeado de boas companhias? ou anda com coleguinhas que podem influenciá-lo para o mal? Essas são coisas que os pais devem estar atentos, pois também é algo crucial para a formação da criança, em especial nas escolas, onde existe uma mistura de culturas, crenças, educação e modo de vida, assim como também a diferenciação do tratamento em casa.

Sempre acompanhe as companhias que seus filhos andam, cuidado!

Quem domina é você

Sempre deixe claro ao seu filho que, quem manda é você e não ele, pois sendo assim, ele irá respeitá-lo e teme-lo para não declinar para o caminho do mal. Esteja sempre firme nas decisões, o sim é sim, o não é não, e todo castigo é bem-vindo. Mas desde que seja para a correção e não maus-tratos.

Alerta aos pais

Para você ser um pai (a) eficaz, basta que você seja presente e tenha domínio sobre seu filho, não permita que ele mande em você ou se ache superior, pois quem dá providência para as coisas da casa é você e não ele.

E já finalizando, devo lembrar os pais que não é saudável ficar dando tudo o que o filho quer, pois isso os torna pessoas que acreditam em coisas fáceis e tenderão a não dar valor nas conquistas através do próprio esforço; presente é bom, mas desde que concedido na hora certa e sem exageros. 

Enfim, se você não quer que seu filho seja parte dessa triste geração, de mimados e desobedientes, a presença e atenção são primordiais na formação dele. Traga-o para perto e não afaste-o para as coisas más que são bem fáceis de serem descobertas nesse mundo.

Leia também: Falsa Elsa ensina crianças a fazerem ritual satânico!

Thalles Cardozo

Além brasileiro nato e cristão, sou o CEO do grupo SED (Space - Empreendimentos Digitas), responsável direto pela manutenção, otimização, configuração e do SEO de todos os sites pertencente ao grupo. Alem de ser colunista, editor e programador dos mesmos. Especialista em marketing digital também sou conhecido como Tzy e sou dono de alguns canais no youtube entre outras redes sociais com milhares de seguidores.

Deixe um comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo