Por que a grande mídia não fala dos recuperados?

Você já se perguntou por que a grande mídia não fala dos recuperados?

Vivemos em tempos sombrios onde a política está em primeiro lugar. Muitos governadores e prefeitos preferem fazer guerra contra o presidente ao invés de se unirem a combater o problema maior que se chama coronavírus. A grande mídia também não busca amenizar a situação e induz o caos todos os dias, enaltecendo o número de mortos e esquecendo o de recuperados.

O Caos é melhor?

Nosso site tem um placar que atualiza em tempo real o número de recuperados da COVID-19.

placar O CORREIO DE DEUS
Placar de recuperados do coronavírus

Infelizmente a desgraça alheia gera mais dinheiro e também contribui para a esquerda alcançar seus objetivos políticos. Ou seja, quanto pior estiver a situação, melhor é para quem está por de trás dessa agenda do caos.

Portanto, não se assuste quando você ver o tempo inteiro a mídia repercutir o crescimento no número de mortos ao invés de falar do número de recuperados. Busque informações positivas, elas existem, e a verdade é que o número de recuperados é muito maior do que o de mortos.

Realidade sim, pânico não

A grande mídia gera pânico e instabilidade na sociedade ao replicar constantemente o número de mortos; ou que o Brasil não está fazendo o dever de casa em relação a vacinação; ou que o governo federal não fez isso ou aquilo. Realmente, criticar é fácil, mas trazer à luz soluções eficazes, isso ninguém faz.

Recuperados

O número de recuperados é algo muito bom, isso nos traz esperança e afasta aquela sensação de que está tudo perdido. Tudo o que menos precisamos é de instabilidade e falta de esperança.

placar covid
Recuperados de covid-19: Dados oficiais do Ministério da Saúde

Veja que o número de recuperados no Brasil supera — e muito — os óbitos.

Tratando de maneira global também podemos dizer o mesmo. Veja, que de 121.882.440 casos no total, 2.692.806 morreram e 69.033.271 se recuperaram. Ou seja, são números bons que deveriam ser passados a população todos os dias.

Acompanhe o número de recuperados

Acompanhe o número de pessoas que foram libertas da doença chamada coronavírus, busque notícias positivas e de esperança, pois elas nos dará a estabilidade psicológica. Não dissemine o caos, fique em paz, e pense sempre que dias melhores virão e que os recuperados serão a maioria em meio a essa peste devastadora.

Se desligue da mídia convencional

A mídia convencional já serviu para informar a população, porém, hoje, ela além de disseminar o ódio e caos, faz com que as pessoas percam as esperanças e passem a desacreditar em dias melhores.

Imaginem que alguém que você ama esteja com essa doença, e que ela precisa ficar internada em qualquer hospital para tratamento. Você preferia ler notícias de recuperados ou buscaria se informar sobre os óbitos? Tenho certeza que você prefere pensar na recuperação e com a esperança de que tudo ficará bem. É disso que precisamos, notícias boas e esperança.

Desejo paz e força para todos

Ao invés do caos, quero trazer esperança para vocês, e também gostaria de desejar que dias melhores cheguem e ganhem força, porque para disseminar o caos e o desespero existem muitos — com poder de grande alcance se é que me entendem.

Não tenham medo. Tenham fé em DEUS e busquem orar o tempo inteiro. A oração do justo pode muito em seus efeitos, e acreditem, DEUS opera milagres através da oração e da fé. Devemos nos arrepender e clamar a misericórdia de DEUS, para que dias melhores venham e nos encham com alegria, paz e esperança. Amém.

Deixe seu comentário abaixo e nos conte sua experiência ou opinião. Amém.

Thalles Cardozo

Além brasileiro nato e cristão, sou o CEO do grupo SED (Space - Empreendimentos Digitas), responsável direto pela manutenção, otimização, configuração e do SEO de todos os sites pertencente ao grupo. Alem de ser colunista, editor e programador dos mesmos. Especialista em marketing digital também sou conhecido como Tzy e sou dono de alguns canais no youtube entre outras redes sociais com milhares de seguidores.

Deixe um comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo